A boneca russa da indústria alimentar

A boneca russa da indústria alimentar

Se já tiveste o prazer de receber um cabaz Equal Food à tua porta, provavelmente já te apercebeste do ar cru e orgânico que eles têm. Livres de esferovite ou sem celofane, ou seja, sem qualquer embalagem de plástico como é comum na indústria alimentar. 

Apenas uma caixa de cartão, por vezes com um estranho saco de papel cru e um conjunto vibrante de frutas e vegetais frescos à espera de serem devorados. Se ainda não viveste esse prazer podes começar a pensar nisso aqui.

boneca russa da indústria alimentar

Na Equal Food estamos a transformar um dos maiores desperdícios da indústria alimentar num ciclo totalmente circular:

Ou seja, os materiais que utilizamos são pensados com intenção e moderação. Em média, as embalagens utilizadas na distribuição correspondem entre 5 a 10% do total de GEEs emitidos ao longo do ciclo de vida de um produto alimentar.

Em muitos casos, os materiais usados ​​nas embalagens dentro da indústria alimentar têm um impacto ambiental pior do que o combustível usado para cultivar e transportar os alimentos. Isto para não falar dos sacos de plásticos que se usam para transportar alimentos, e das próprias embalagens em que os sacos de plásticos são transportados.

Uma das nossas maiores missões é desenvolver consciência relativamente ao impacto que as nossas ações podem ter no planeta e no nosso futuro. Na Equal Food lutamos contra o desperdício alimentar na indústria alimentar sem excluir a sustentabilidade, a alimentação acessível e saudável, e o combate contra as alterações climáticas.

A indústria alimentar moderna tornou-se numa verdadeira boneca russa das embalagens de plástico. Mas na Equal Food estamos a fazer as coisas de forma diferente, e a alterar essa narrativa. 

As caixas que usamos são feitas de cartão totalmente biodegradável, que têm uma das menores pegadas ambientais de todos os materiais. O mesmo se aplica aos sacos de papel que, por vezes, usamos para proteger os alimentos mais delicados, como os cogumelos.

política de sustentabilidade

Mas isso não é tudo! Em linha com os princípios fundamentais de uma economia circular, “reduzir, reutilizar, reciclar”, também incentivamos todos os nossos subscritores a devolverem as suas caixas vazias sempre que a próxima for entregue.

Desta forma, podemos reaproveitá-las enquanto permanecerem funcionais. E embora ainda possamos precisar de comprar novas caixas de vez em quando, recentemente identificámos uma oportunidade de utilizar as próprias caixas em que recebemos as nossas bananas da Madeira, permitindo que tanto as bananas quanto o cartão sejam salvos de um desperdício desnecessário!

É importante entender como podemos ser tão circulares nas nossas embalagens dentro da indústria alimentar, reduzindo a pegada ecológica da cadeia de distribuição. Como os nossos produtos são locais e sazonais, reduzimos a pegada e trazemos as melhores cores e sabores até à porta de tua casa.

evitar desperdício alimentar

Mas queres ter a certeza de que a Equal Food não te causa uma dor de cabeça ambiental?

Os nossos valores são interseccionais e a nossa missão contra o desperdício alimentar assegura o nosso compromisso com a sustentabilidade.

Existem três frentes ecológicas principais na nossa luta sustentável contra o desperdício na indústria alimentar. Além de uma política livre de plásticos, assente na circularidade das nossas caixas e produtos biodegradáveis, defendemos a luta do planeta de mais 2 formas:

1. Redução da pegada ecológica

Na Equal Food empenhamo-nos em minimizar a pegada ecológica no transporte dos nossos alimentos (im)perfeitos. 

Sabias que utilizar um serviço de entregas de mercearias ao domicílio pode cortar até metade as emissões de dióxido de carbono quando comparado com uma viagem individual ao supermercado? A maioria da redução no combustível e nas emissões é feita quando as entregas são feitas numa mesma vizinhança, em vez de viagens para a frente e para trás.

Assim, optamos por investir em agricultores e produtores locais e regionais, e projetamos as nossas rotas de forma otimizada. Ou seja, trabalhamos para encurtar o tempo de transporte e as consequentes emissões de gases de efeito de estufa.

No nosso trabalho de redução da pegada ecológica recorremos também a entregas feitas, em parte, com recurso a veículos elétricos. Trabalhamos como distribuidores que também abraçam a mudança. Assim, pensamos e otimizamos as nossas rotas de forma a emitirmos o mínimo de emissões possíveis.

Podes verificar todas as zonas de entrega dos nossos produtos aqui.

2. Parcerias sustentáveis

Relativamente às nossas parcerias com os nossos agricultores locais e regionais asseguramos sempre uma produção com a maior minimização de desperdício de água, solo e emissões CO2 utilizadas na sua produção. Procuramos consolidar uma cadeia de valor sustentável desde os nossos fornecedores até à entrega dos nossos produtos.Se quiseres conhecer os nossos agricultores, as suas histórias e de que forma trabalhamos juntos podes encontrar mais informações aqui.


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente